Dica mara de make!

Tem quatro coisas nessa vida que me dão agonia:

1. Barulho de isopor: sabe quando alguém abre um isopor daqueles porta-garrafa de cerveja e vai roçando a tampa na parte de baixo? Faz um barulho agudo, horrível! Já tô arrepiada aqui só de falar!

porta-garrafa-isopor-–-tp_929974905216736380f

2. Arrancar um pedaço de algodão: essa eu sei que muita gente vai estranhar… mas eu sempre tive uma gastura horrível de ver alguém (ou eu mesma) arrancar um pedaço de algodão! Kkkkkk não sei explicar, só sei sentir…

458345297

3. Giz riscando o quadro negro (essa dispensa maiores explicações) e…

8729162227143028

4. Rímel empelotado!

chaotic-lash-maybelline-mascara-01

Dá pra acreditar que fizeram um rímel com o objetivo de deixar os cílios de um ser humano desse jeito? Aaaaaaarrrggghhh! Não meu povo, dá não! Agora o nome foi muito bem dado né? “Cílios Caóticos”… Zulivre!

Enfim, acho que 99% da população feminina não gosta de ficar com os cílios assim (aquele 1% é doida varrida!), mas muita gente acaba ficando por não saber passar direito, principalmente quando se passa mais de uma camada de rímel.

Eu tenho agonia extrema… quando cria aquelas bolinhas de rímel ou quando os cílios ficam pregados uns nos outros dá vontade de pegar um palito de dente e ir separando um por um! Kkkkkkkk (calma, nunca fiz isso…).

Então, um belo dia li despretensiosamente um post no Garotas Estúpidas com uma entrevista com um maquiador (acho que era da Nars, não consegui encontrar o post… sorry!). Ele deu algumas dicas de make, mas uma em especial, ali no meio do texto, me chamou a atenção: como posicionar o espelho na hora de passar o rímel!

É sério… essa dica mudou a minha vida! #exagerada Impressionante como um detalhe tão besta quanto a posição do espelho faz a diferença Brasil! Então, uma dica mara dessas a gente tem que compartilhar né?

Bom, sem mais delongas, a dica é a seguinte: pegue um espelho (pode ser o do pó mesmo) e posicione mais ou menos abaixo do queixo, de forma que você fique olhando pra baixo. O legal é que assim você consegue enxergar bem direitinho a raiz dos cílios pra começar a aplicação do rímel!

(tentei tirar uma foto demonstrativa mas não deu muito certo… hehehhe vai ter que ser na base da interpretação de texto mesmo tá?!)

Isso porque, pra quem não sabe, o jeito certo de aplicar a grande maioria das máscaras de cílios é, após tirar todo o excesso de produto do aplicador, passar começando da raiz até as pontas, fazendo movimentos de zigue zague pelo caminho. Sempre lembrando de passar em toda a extensão do olho, nos cantinhos internos e dando atenção especial ao canto externo! Alongar e dar volume aos cílios dos cantos externos dos olhos faz uma diferença enorme no olhar!

Depois rola pegar o aplicador do rímel deixando ele na vertical, meio que apontando pro seu olho, e ir passando nos cílios pra ajudar a deixá-los mais separadinhos e definidos!

Falando nisso… quero deixar registrado aqui que o meu rímel do coração pro dia-a-dia é o One by One da Maybelline! O aplicador praticamente não acumula produto, basta tirar um excessozinho véi besta que fica só na pontinha dele! Gosto muito porque deixa os cílios bem separadinhos! Fica bem natural, mas ao mesmo tempo dá aquele impacto do rímel! E o precinho então? Mara!!!

one by one maybelline

O oposto do Colossal Chaotic Lash!

Lembrando sempre que, se você não tem cílios curvados, o rímel tem outro resultado quando você usa curvex! Faz muita diferença! Parece que a galera não tem muito esse costume de usar, talvez pelo aspecto de instrumento de tortura que ele tem… hehehe mas vale a pena! Não é legal ficar com as pontas dos cílios apontando pra frente néam?

Agora testem a dica, me digam o que acharam e bora ficar bem Emília e arrasar por aí com cílios maravilhosos de dar inveja nazinimigas tá?!

Um amor: colares!

A galera das modas há tempos vem batendo na mesma tecla ao dizer que os acessórios são, na verdade, necessários. Eu não poderia concordar mais! Eles são quase como a maquiagem da roupa, vem pra acender o look e tem um super mega ultra poder transformador!

Isso porque você pode deixar uma mesma roupa com diversos estilos diferentes apenas variando os acessórios! Aquele seu vestidinho preto indefectível ou o combo calça jeans e camiseta branca podem ficar boho, minimalista, fashion, perua, clássico… tudo de acordo com os acessórios que você escolher!

Bom, de toda a gama de acessórios disponíveis, só um tipo deles tem meu amor incondicional: os colares! De preferência os maxis! Depois vem os brincos, os anéis e, por último, as pulseiras. Não sei explicar muito bem o porquê dessa escala de afeição, acho que um pouco porque eu fico incomodada com muita coisa em cima de mim, mas acho muito lindo, por exemplo, quando se aposta em acessórios delicados e a pessoa sai toda trabalhada com brinco, colar, anéis, pulseiras… ainda adquiro tudo isso e saio de casa um pouco agoniada porém feliz! Kkkkkk

Bom, mas voltemos ao foco do post: os colares! Eles são, de longe, meus acessórios preferidos e acho que os que tem maior poder de transformar um look! Eu tenho uma veia perua muito forte dentro de mim e tudo que brilha faz pular dois coraçõezinhos dos meus olhos, por isso minha queda pelos maxi colares! Por isso fico tão #chatiada quando vejo as pepitas por aí saindo de casa “quase” lacrando, porque faltou o colarzão! E isso acontece, na maioria das vezes, simplesmente porque muitas delas não sabem como usar…

Eu confesso que realmente não é das tarefas mais simples, às vezes eu mesma fico insegura na hora de ornar o colar com a roupa, mas aos poucos vai passando e a gente pega o jeito! E você vai pegar também!

Bom, antes de mais nada é preciso harmonizar o acessório com o look como um todo, ou seja, se rola um prata ou dourado, pérolas, um colar com pedras coloridas etc etc. Essa etapa vai muito caso a caso, então o negócio é ver mesmo se os tons e o estilo do colar combinam com todo o resto (aqui, obviamente, vão prevalecer a ocasião e o seu estado de espírito, pra saber se vai rolar algo mais chamativo, mais discreto ou um meio-termo!).

Um adendo: você também pode começar a construir o look a partir do acessório! Faço muito isso! Nesse caso, você vai passar direto pra próxima fase, que é…

… adequar o colar ao tipo de decote! Aqui provavelmente é onde mora a dúvida de maioria das pepitas porque é, de fato, a parte mais difícil. Na minha modesta opinião, o decote mais fácil de ser combinado com colares é, não por acaso, o decote jóia, esse aqui ó:decote jóia

Talvez o nome do decote – que eu só descobri agora, pesquisando pra esse post – seja por isso mesmo, porque ele é “O” melhor amigo do colar! Tá na dúvida de qual roupa vai dar certo com o colar bafônico que você comprou? Vai no decote jóia que não tem erro! Combina com absolutamente todo tipo de colar e você não precisará ficar em contato direto com a peça (pra mim isso é vantagem, já que eu às vezes fico agoniada com o colar em contato direto com a pele! Coisas de quem tem a pele cheia de frescura… =/).

Então, qualquer decote mais fechadinho, semelhante ao decote jóia vai rolar com o colar! Pode ser em formato de “U”, canoa…

decote canoa com colar

Que colar maravilhoso é esse hein?

Outra peça que fica maravilhosa com colar e você provavelmente já tem é a camisa. Com ela dá pra usar tanto os maxis, quanto os compridos (delicadinhos ou não)! Pra usar com maxi colares, você pode deixar os primeiros botões abertos – de uma forma comportada ou mais atrevidinha… hehehehe – ou todos fechados. Com os botões abertos, dá pra usar o colar por dentro da camisa ou em cima dela, acompanhando o decote que vai se formar. Com ela fechada, dá pra fazer um look mais fashionista colocando o colar bem rente à gola! Fica lindo usando com um coque no cabelo mais despojado.

Eis algumas inspirações do combo colar + camisa:

 

Outra opção muito legal são as t-shirts! Tanto as lisas quanto as com algum tipo de estampa ou frases divertidas! É outra peça que eu acho boa demais de ter no armário porque é super versátil! Dá pra usar de um jeito simples, descomplicado, com shortinho, sainha jeans ou de um jeito mais arrumado, glamourizado, com saia lápis, shortinho de alfaiataria e, claro, com o máxi colar!!!! Pra bombar mais ainda é só acrescentar a famosa terceira peça (blazer, jaqueta, colete…) e o look bafônico tá pronto!

Dessas camisetas, uma que se destaca sempre é aquela de malha molinha na cor cinza mescla: a famosa camiseta podrinha! Aquela que todo mundo já morreu de falar, que combina com tudo, que fica linda desde o short jeans rasgado até a saia de paetês! Vale a pena investir em uma, vale a pena demais! Ela também é uma das melhores amigas do máxi colar, sempre que o decote for mais fechadinho! As de decote “V” também são lindas, mas ficam melhores com colares longos!

Olha ela ai:

Por fim, mas não menos importante, os colares compridos e delicados! Eles são muito lindos, principalmente quando combinados entre si (o legal é misturar uns três de modelos de comprimentos diferentes) e ficam legais com quase todo tipo de decote, fator este determinante para um look mais fofo ou mais séquisss!

Aqui vale o destaque para as rivieras longas, que toooodo mundo tá usando! São aqueles colares fininhos e compridos compostos de uma única volta, toda em strass/cristais/brilhantes – dependendo da sua ryqueza. Ficam lindas com o decote ombro a ombro – que tá bombando! – e dão essa cara de rycah no ato!

Olhai Thassinha, nossa Monalisa Brasileira, fashion no último, que não me deixa mentir:

rihanna-rock-in-rio-890x395

Não falei que dava com tudo? Glamourizou até o look sacola de compras da RiRi!!! =P

Bom, uma última dica é usar o colar acompanhando o decote, no mesmo formato, sem encostar na roupa ou em cima do decote, dando a impressão de que ele faz parte da blusa/vestido! Também fica massa e é fácil de combinar!

colar acompanhando o decote

Dá pra perceber como o visual fica harmônico né?

Eita que eu extrapolei no número de caracteres de novo! Mas é porque esse assunto dá muito pano pra manga! Se quiserem que eu fale de algum tipo de colar ou combinação específica é só comentar aqui embaixo! Agora não quero mais desculpas hein? Bora botar esses colares pra jogo que eles são muito lindos pra ficarem guardados ai na sua gaveta!!!

Obs.: Fotos obtidas do Pinterest e do Blog da Thassia.

 

A moda do tênis

Bora começar os trabalhos por aqui? =)

Esses dias postei essa foto no instagram pra documentar a disparidade calçadística nos looks de duas amigas e no meu:

Foto Colosso

Estávamos todas no Pôr do Samba, sambinha mais top da galáxia que rola todo domingo (por que meu Deus? Por que não no sábado?) na Lagoa do Colosso. Estava apenas morta do casamento de uma prima querida que tinha sido no dia anterior e, portanto, sem a menor condição de calçar um salto… vesti a roupa e vi que ficava muito mais legal com meu All Star branco do que com uma rasteirinha dourada e assim fui, me sentindo descolada, antenada na tendência do tênis branco e, o melhor, confortável!

Chegando lá, depois de observar os looks das pepitas do ambiente, vi que eu era praticamente o único ser humano de tênis, tirando os do sexo masculino, claro… só que muitos desses looks – que em sua maioria estavam bem legais acompanhados de salto ou de rasteirinha – iam ficar lindos e com outra cara se fossem usados com tênis!

E ai é que entra a minha dúvida: por que, nos dias atuais, com todo mundo ligado em 1.500 redes sociais, vendo looks do dia de blogueiras, celebridades ou daquela sua conhecida cheia de auto-estima que faz a blogueira, todos cheios de informação de moda e tendências não embarcaram na “moda do tênis”?

Vamo lá que nenhuma tendência é unânime e que, mesmo as que agradam a muita gente nem sempre vão conquistar seu coração, mas será que essa específica foi tão mal recebida assim? Veja bem, eu tava em uma das baladinhas mais tops da cidade, cheia de gente bonita, sambinha, de dia… pensa ai, dava ou não dava pra rolar um lookizinho com tênis?

Nesse momento preciso fazer uma observação importantíssima, que acho que já devia ter feito no começo do post: quando eu falo em tênis estou excluindo terminantemente todo e qualquer tênis destinado à prática de esportes em geral, ok? No dia que eu chegar aqui dizendo que é massa sair pra balada com o seu Asics colorido podem chamar as autoridades pra mandar fechar esse blog and a galera do manicômio com a camisa de força porque eu não vou estar legal! kkkkkkk

Sim, voltando… pepitas, tênis é vida! Deixa o look instantaneamente descolado, rejuvenesce você – isso mesmo, RE-JU-VE-NES-CE, foca nisso amiga!… lógico que, como qualquer sapato, tem as ocasiões certas pra serem usados, mas o legal é que a cada dia que passa esse leque de possibilidades aumenta, para a nossa alegria!

Se você não tá conseguindo visualizar, olha esses looks aqui:

look com tênis pinterest 1 look com tênis pinterest 2  look com tênis pinterest 6 look com tênis pinterest 7look com tênis pinterest 4look com tênis pinterest 3

Fonte: Pinterest

(deu pra perceber que eu sou #alokadalistra né?)

Pra começar não precisa ir já esticando a baladeira e usando tênis com saia lápis não… rola começar com o básico calça jeans skinny com a barra dobradinha ou short jeans e camiseta… depois você vai pegando gosto e começa a experimentar com algum macaquinho leve que você porventura tenha no seu armário… fica lindo demais! Finalizada essa fase, já dá pra testar usar com vestido, um dos jeitos mais legais (quando usado corretamente, claro…) porque junta o legal dos dois mundos: a feminilidade inerente ao vestido com o conforto e o fator cool do tênis, só alegria!

Há algumas semanas a Jojô do blog Um Ano Sem Zara (que eu adoro e sigo desde a época da promessa sem jeito dela) montou seus looks com o tema vestido + tênis, e alguns me agradaram bastante, olha eles ai:

Jojo vestido com tênis 01 Jojo vestido com tênis 02Jojo vestido com tênis 03

Fonte: http://www.uasz.com.br

E essa moda parece que ainda vai longe viu? O estilista Vitorino Campos apresentou no último São Paulo Fashion Week um desfile com todos os looks acompanhados de tênis branco! Como a proposta do desfile era um pouco mais conceitual, peguei esse look aqui que é mais usável na vida real pra gente ter uma noção melhor:

SPFW Verao 2016

Fonte: http://www.ffw.com.br

Agora você, pepita querida, pode olhar pro computador e dizer assim: “Bem doida que eu vou trocar meu salto por um tênis, só sendo modelo pra usar isso e ficar legal!”. Bom, de fato nem toda tendência é apropriada pra todo tipo de corpo – aliás, a minoria delas – e é primordial saber o que funciona melhor pro seu biótipo, mas vamos tentar primeiro?

E uma dica, ande trabalhada na postura, tipo RPG feelings! Faz toda a diferença, principalmente quando você não tem o salto alto pra ajudar! (eu confesso que preciso muito trabalhar isso, levo carão do marido quase todo dia.. hehehhe mas ele tem razão!).

Então é isso pepitas, beijo bem grandão, desculpem aí o post de principiante! Espero que vocês aprendam, me ensinem e se divirtam comigo nos próximos que virão!